9.6.12

...era só isto

Passe o tempo que passar, caia as vezes que cair e mentalmente tente "interiorizar" sempre a mesma lição, uma e outra vez...em certos aspectos da minha vida e no que a certas pessoas diz respeito...dou por mim a cair em velhos hábitos, a repetir os mesmos erros, a percorrer os mesmos caminhos...caminhos que terminam sempre na mesma encruzilhada: mudar e cortar definitivamente o cordão umbilical (aceitando e aprendendo a lidar com todos os "ses", receios e dúvidas) ou seguir sendo como sou, respirar fundo e manter-me fiel a mim mesma e aos valores em que acredito, tentando diariamente provar que elas é que estão erradas (apesar do número de dissabores que tal me traga)...


"Pelo o que me diz respeito
Eu sou feita de dúvidas
O que é torto, o que é direito
Diante da vida
O que é tido como certo, duvido
E não minto pra mim
Vou montada no meu medo
E mesmo que eu caia
Sou cobaia de mim mesma
No amor e na raiva
Vira e mexe me complico
Reciclo, tô farta, tô forte, tô viva
E só morro no fim
E pra quem anda nos trilhos cuidado com o trem
Eu por mim já descarrilho
E não atendo a ninguém
Só me rendo pelo brilho de quem vai fundo
E mergulha com tudo
Pra dentro de si
Lá do alto do telhado pula quem quiser
Só o gato que é gaiato
Cai de pé..."
Martha Medeiros

6 comentários:

  1. Eu já desisti de provar muita coisa, quando as pessoas não dão a mínima importância para quê andar a pensar nos outros, quando são eles que têm de pensar nas asneiras que fazem? Cansei-me de em certa parte ser "usada" é esse mesmo o termo.

    ResponderEliminar
  2. Gostei! As vezes fazer algumas coisas e crescer ainda mais como pessoa não é fácil.

    Quantos anos tens? :p
    Acertaste em quase tudo xD. Não sou uma aluna muito aplicada infelizmente :p

    ResponderEliminar
  3. Desafio e Selinho no meu blogue :)

    ResponderEliminar
  4. Esqueci-me de acrescentar... COMO SEMPRE :p

    ResponderEliminar
  5. Às vezes demoramos um pouco mais aprender, mas acabamos sempre por acordar e dar valor as coisas que realmente importam :)

    ResponderEliminar
  6. Nossos valores são muito importantes, querida! Quando os temos, não ficamos ao sabor dos ventos e nem das circunstâncias. Eles nos fortalecem! Apenas é preciso ter um pouco de flexibilidade...Ela completa a nossa força interior :)
    Beijinhos!
    PS: Deixei um desafio no meu blogue...apenas se quiser participar, sim?

    ResponderEliminar